sexta-feira, 23 de junho de 2017

Lições a aprender com os fogos.


As mortes nas estradas

Ter plantações de eucaliptos de ambos os lados de uma estrada nacional deve ser considerado crime publico.

Não é necessário comprar o terreno ao proprietário, carregando o Orçamento do estado.
Nos primeiros 100 metros de cada lado da estrada, desculpem lá meus amigos proprietários de terrenos, mas plantar pinheiros ou eucaliptos é crime!

Se não é, passa a ser!

Então as plantações de eucaliptos estão a 2 palmos da berma da estrada e ficamos admirados com a tragédia?

Era tudo imprevisível? Não se pode fazer nada?

Pode!

Nos primeiros 100 metros (na horizontal) passa a ser proibido plantar árvores!

Podem plantar tomates; cebolas; morangos ou o raio que os parta! Árvores? Nos primeiros 100 metros de cada lado é crime!

Até 100 metros de cada lado podem plantar árvores?

Podem!
Podem plantar Carvalhos!
Podem plantar Castanheiros!
Podem plantar Oliveiras!
Podem plantar Sabugueiros!

Tudo o resto é crime. Todas estas árvores, são árvores / bombeiro. Nas zonas onde estão plantadas, travam os fogos.

Se existir melhor maneira de prevenir acidentes futuros, façam favor!

Caso contrário, senhores autarcas, vamos ao trabalho!

Fico pasmado quando oiço autarcas deste país informarem que estão de mãos atadas, o terreno é privado, nada podem fazer.

São estes mesmos autarcas que arranjam 1000 maneiras de fazer ajustes directos em tudo o que podem.

São urgências de toda a espécie, que não podem esperar por concurso publico. Com vidas em perigo, nas aldeias e estradas nacionais, não podem fazer nada!

Para que serve então um autarca?


A missão - Protecção de todas as aldeias e estradas nacionais!


Se existem árvores que travam o fogo, não seria apropriado planta-las em redor das aldeias e das estradas nacionais? (Aqui)

Desculpem lá, eu não ser especialista, usando apenas o senso comum, mas…

Existem milhões e milhões para comprar novos aviões e não existe dinheiro para plantar árvores que podem efectivamente travar o fogo e proteger as pessoas?

Depois desta mortandade, vai continuar a ser possível plantar Eucaliptos e Pinheiros a 2 palmos das estradas?

O fogo cativa quem vê!

O espectáculo proporcionado pelas televisões é desolador.

No fundo, na guerra, vale tudo. Ganha quem proporcionar melhor espectáculo.

Pode ser apresentar a reportagem com um cadáver em pano de fundo ou escolher as melhores imagens de fogo vivo. De preferência captando alguém em desespero, está ali uma fonte de reportagem…

Chegam a fazer “caixas” onde vemos o “Jornaleiro/Jornalista” a falar e no exterior da caixa cobrindo o resto do ecrã, imagens de fogo.

É triste, muito triste.

Principalmente para quem não vê imagens de fogo vivo vai para 6 anos.

Resultado?


Não deu para ver o Jornal da Noite nos últimos 3 dias.

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Incêndios em Portugal, imprevisibilidade ou ignorância?


Tenho por norma, afirmar cá em casa que o cúmulo da estupidez é fazer sempre a mesma coisa esperando um resultado diferente.

Nesta maneira de ser / estar na vida, Portugal dá cartas!

Quantos incêndios mais terão de existir para que as coisas mudem?

Quantas mais mortes serão necessárias?

O que mais me entristece é o espanto e a surpresa geral.

Era imprevisível!

Imprevisível????

Só depois do milénio, foi imprevisível em 2003; 2005; 2012 e 2017!
Não existe prevenção!

Não existe ordenamento do território.

Nesta guerra deixamos a tropa no quartel, combatemos com voluntários, que não conhecem o terreno…

É plantações de Pinheiros e Eucaliptos aos molhos  e depois vem o espanto!

Correu tudo bem, os meios foram os adequados, era tudo imprevisível.

Aconteceu em 2003 com 426 mil hectares ardidos, voltamos a experienciar o mesmo em 2005 com mais 338 mil hectares ardidos e em 2012 em que ardeu praticamente metade do conselho de Tavira.

E chegamos a Junho de 2017 e em Pedrogão Grande temos mais do mesmo.

O que mudou desde 2003?

Que planeamento existe?

Qual a prevenção? Que meios estão envolvidos?

E depois vem o espanto, a surpresa e a pergunta de como foi isto possível?

Como se nada disto fosse previsível, expectável.

Temos a fase Bravo e a fase Charlie… meu Deus!

É necessário Portugal arder de lés a lés para que os nossos políticos façam alguma coisa.

Teremos por ventura de morrer aos milhares, porque algumas dezenas não bastam!

Será necessário um doutoramento na matéria para afirmar que quem coordena o combate aos fogos no verão, deve coordenar as equipas de prevenção de fogos no outono; inverno e primavera? Para depois no verão, no terreno, no combate, na guerra, poder afirmar:

 - Vamos fazer assim! Porque andei aqui o ano inteiro, conheço o terreno como conheço a palma das minhas mãos! Vamos atacar o fogo no ponto X.

A prevenção foi feita, o fogo não tem alimento nas zonas Z; W e Y!

Deve ser tudo muito complicado...


Um gajo chega a pensar, devo estar calado por respeito ás vitimas, ou devo falar por respeito ás vitimas futuras?

No meio de tanta ignorância, mantendo esta maneira de resolver os problemas, a dúvida é se até 2030 vamos ter mais 3, 4 ou 5 tragédias iguais ou piores.

Para quando uma avaliação séria e independente à Protecção Civil?

Lá está, quando jogamos dinheiro para um problema, algo desaparece, e não é o problema.

E voltamos ao cúmulo da estupidez, fazer sempre a mesma coisa esperando um resultado diferente.


NOTA: Neste Blog não são exibidas imagens de fogo vivo!

terça-feira, 6 de junho de 2017

O Qatar, o Terrorismo Internacional e os porcos que voam.


Estou estupefacto! Não encontro palavras, o Catar foi acusado de apoiar o terrorismo.
Está a ser um fenómeno interessante de observar, quanto maior é a informação e a sua acessibilidade, mais gritante se torna a mentira, o engano.

O Catar apoia o terrorismo internacional! Muito bem!

E quem está na linha da frente, pronta para tudo??? Quem é? Quem é?
É a Arábia Saudita!

Que nas ultimas décadas é conhecida for financial centenas de madrassas espalhando ideologias pacificas e de amor ao próximo!

A Arábia Saudita que com a visita de Trump assinou contratos de compra de armamento no valor de 110 mil milhões de €uros!

FENOMENAL!!!

E agora vai lutar para erradicar o terrorismo da face da terra!

E onde andam os terroristas?

Os terroristas estão certamente na Síria e no inimigo de sempre! O Irão…

Estou pasmado!

No Irão?!?!?!??! Logo agora?????

Não tenho palavras!

Acredito nesta história? Claro que sim!

Era como as bombas dos Russos na Síria! Acertavam sempre nas criancinhas!

Estúpidos!

Chegaram a Bombardear uma escola de avião onde a bomba, ao cair do céu, desvia-se do telhado, TRAVA! Rodopia e entra pela janela, deixando intacto o tecto!

Tudo para matar as criancinhas de Aleppo!!


Bandidos!
Já os Americanos em Raqqa usam bombas inteligentes, não morrem crianças e mesmo quando as bombas falham, só acertam em combatentes aliados!

Os americanos fabricam bombas inteligentes e os Russos fabricam bombas estúpidas!
Quem vai vender o armamento para a Arábia Saudita?

Claro, os Americanos! Que também nunca apoiaram facções terroristas com o objectivo de derrubar governos indesejados!

Estou estupefacto!

Viva a Arabia Saudita e o combate ao terrorismo!

Viva Donald Trump!

Viva os porcos que voam! Já sei, isto cai bem a ouvir Pink Floyd!





Pronto já vomitei tudo!
Vou continuar a ouvir a musica...

Um grande bem-haja para todos.

quarta-feira, 31 de maio de 2017

A cimeira Ibérica, Almaraz! e a Put a Keep are you!


Diz quem sabe, que este Blog poderia adoptar uma atitude mais construtiva.

No fundo, dizer a mesma coisa, sem ofender a sensibilidade alheia.

Cumpre a mesma função, é construtivo e não danoso.

Que posso eu dizer então desta conversa com nuestros hermanos?

Bem, existe um, o MAIOR que tem várias centrais nucleares e existe outro, o mais pequeno, que é contra as centrais nucleares.

Até aqui, tudo bem, cada um, em sua casa, come do que gosta…

O problema é que o MAIOR tem uma central nuclear perto da fronteira com o mais pequeno.
Esse, até nem é o maior problema, sabem, é que o prazo de validade da central nuclear já expirou faz tempo.

Qualquer problema na central Espanhola vai contaminar o rio tejo, ceifando de vida tudo pelo caminho, desde a fronteira até Lisboa! Fica tudo limpinho.

Já sei!! O António vai fazer um necrológio, é isso!! Ainda vamos ter um best-seller com a fatalidade, com a mortalidade prevista acaba o desemprego! Perfeito!?!?!?!

É isso???

Desde a fronteira, passando pelos campos agrícolas do Ribatejo e acabando em Lisboa, fica tudo contaminado!

A capital de uma NAÇÃO!!!!
CONTAMINADA!!!!

E o representante de Portugal, diz que sim. E eu, não posso dizer CARALHO!!! Não isso não, a mensagem assim não passa!

A vida dos meus filhos, fica em risco por mais 25 a 30 anos, só porque para os meninos é inconveniente, gastar uns milhões a desactivar uma central nuclear.

Uma central desactualizada, que de 16 em 16 meses, tem que parar 3 para limpezas.

PUTA QUE PARIU ESTA MERDA!!! Não é de bom tom, pois eu sei, quando sou fudido e se estão a cagar, não tenho o habito de ficar calado.

O Costa, vai mas é levar nos entrefolhos da PEIDA! Cimeiras dessas, podes enfia-las no rabinho. Está bem?

Se gostas de ser enrabado, trata só de ti. Não assines por tudo um país, pode ser?

Costa, a verdade é que a tua assinatura vale por 10 milhões, mas tu não representas ninguém!

És um merdas! Um Conas!

Se a Maria Luís Casanova, comprou umas joelheiras novas e em 24 horas foi e veio de Lisboa a Berlim só para fazer um jeitinho a Wolfgang Schäuble, que posso eu dizer de ti?

Um merdas? Um Conas? É pouco, muito pouco. Fudeu a tabaca da xola!

Espanha tem necessidades entre 45GWh e 60GWh, tem capacidade instalada para produzir mais de 100GWh!!! CARALHO!!!!

ALMARAZ PRODUZ 1.84GWh!!! Porra!!! Espanha passa bem sem esta MERDA que é uma guilhotina pronta a cortar PORTUGAL em 2!

Ou anda tudo cego ou sou eu que sou maluco…


Viva Espanha!
Vivam nuestros hermanos!
Viva Portugal!
Viva um défice de 2%
Viva o PIB a Crescer 2.8%!

Viva o tetracampeão Benfica!


Por mim é tudo, já vomitei.
Um grande bem-haja! 

sábado, 27 de maio de 2017

Desabafos de uma formiga.




Desígnios do mundo definitivamente não civilizado.

Andamos atordoados neste sentimento que antecipa a catástrofe.

Registam-se a ritmo acelerado, debaixo dos nossos olhos, ouvidos e dedos, uma sucessão de eventos trágicos, outros caricatos, assustadores.

Visões e (re)ações protagonizadas por loucos, extremistas, políticos mundiais, presidentes, reis, lideres espirituais procurando o domínio desta nossa esfera azul, ansiando as suas negras riquezas podres. Eunucos ávidos de virilidade! Espertos.

Diz-se que não há 1 sem 2. Nem 2 sem 3. Não consigo evitar pensar que “it’s on its way”. E se não for pela guerra, temos ainda o clima ou a fragilidade de economias e de povos.

Vitória, vitória. E acaba-se a história!

25/05/0217
SX


sexta-feira, 26 de maio de 2017

O nosso mundo. E o dos outros.



O nosso mundo. E o dos outros.

Imaginei-me (nos) como minimeus em bolas de sabão esvoaçantes sobre o planeta azul.

A minha bolha é confortável, arejada e luminosa na maioria dos dias, quase como intuo a minha vida antes de ser – e que já o era – dentro da barriga da minha mãe.

No meu mundo, sigo o caminho dos ventos que são os meus, e agreguei uma série de outros mundos que me acompanham e viajam no mesmo sopro.

A família “grande” pais, irmãos, sogros, cunhados, sobrinhos; a família “pequena” marido e filhos; e outras bolas mais: amigos, colegas, conhecidos, vizinhos, estranhos…

Todos rodopiamos e seguimos.
Juntos e separados.

Intersecção de esferas

… e splash! É o que vem. Há de tudo, para todos os gostos, idades, momentos da vida.

Bolhas cheias de alegrias. Bolhas energéticas. Tristes. Doentes. Cheias de sonhos. Todos vividos. Bolhas de líquido amniótico novo. Outras em pré-eclipse.

Precisam de silêncio. Outras de riso.

E como? Como se conciliam os minimeus meio atordoados pelo turbilhão dos ventos no carrocel dos céus!

Sem respostas absolutas nem negações prévias.

“Go with the flow” dirão uns, cidadãos do mundo.
Pois sim!

Move-te para o que te encanta. Reforça-te a cada oportunidade.

É necessário cuidar de dentro para fora para a bolha não rebentar.

25/05/2017

SX

sábado, 13 de maio de 2017

Portugal - O 13 de Maio e os 3 Milagres de Fátima.




Milagres! São o último grito da moda em Portugal. São tão bons, que até servem para exportar.

Pegando nessa ideia peregrina, Portugal iniciou o ano com um défice de 2%! Devolvemos salários, devolvemos pensões e simultaneamente apresentamos o menor défice da democracia portuguesa!

Milagre! Milagre! Bendita sejas, nossa senhora!

Embalados neste novo espírito milacroempreendedor, vamos absorver mais 120.000 funcionários públicos e apresentar em 2017 défice inferior a 2016!

Milagre! Milagre! Bendita sejas, nossa senhora!

Depois de anos a apertar o sinto, sem resultados aparentes, o Santo António Costa, mostra a Portugal e ao mundo como se faz!

No ano do Centenário das aparições, Deus não falhará certamente a Portugal. Seria até blasfémia.

Deus está connosco! Os astros estão alinhados vamos à festa!

Para comemorar tamanha façanha, PortugalBipolar alterou a sua data de aniversário à vários meses no Face, para que, hoje se faça a festa.

Para todos os efeitos eu hoje faço anos e quero festa!

Para inicio de dia reservei uma hora inteirinha para contemplar a nova obra de Joana Vasconcelos. Que originalidade, um Terço GIGAAAANNNTEEEEEE! Nunca ninguém se tinha lembrado disso, muito menos para comemorar uma visita Papal.

Só mesmo a Joana, para se lembrar de algo assim.


Ainda não chegamos à hora de almoço, mas todos os presságios são favoráveis. Depois da bênção Papal, segue a festa com o jogo do Benfica!

Venha de lá outro milagre que o pessoal está em festa e Portugal é maioritariamente VERMELHO!!! Qualquer dúvida, basta olhar para a bandeira nacional.

O Vermelho é lindo e o povo quer-se feliz.




Mais um milagre! Em mais de 100 anos de historias para contar, chega a cereja! O tetra do Benfica, no dia de nossa senhora!

Com este futebol e este treinador o milagroso Tetra do Benfica rivaliza com o milagre dos pastorinhos.

Se tudo correr bem, a tarde será de festa.

Milagre! Milagre! Milagre!

Viva António Costa! Viva o Benfica e Viva Portugal!

De papos cheios os Portugueses preparam a noite. Mas se pensam que isto já acabou, os meus amigos não conhecem a Tugolândia, já agora, um gajo a pedir não deve ser pobre. Já chega toda a vida!

Dará para ganhar um festival da canção?

No centenário de Fátima, ficava assim como o 3º milagre. Ganhar o festival POP da Eurovisão com uma excelente canção de Jazz.

A canção é muito boa e depois de toda a confusão criada na Ucrânia com a exclusão da Rússia, Portugal surge como ponto de fuga.

Portugal está na moda, nunca ganhou a Eurovisão e realizar o festival em terras lusas em 2018, será uma realidade.


Obrigado, Salvador Sobral pelo 3º milagre! O estilo é único, de POP não tem nada, mas mudaram as regras e o pessoal aproveita!



Assim, como assim, na arte de exportar milagres, não pode ser tudo TANGA…

Temos o milagre das contas públicas!
Temos o milagre do Futebol!
Falta só o milagre da Eurovisão...

Grande Salvador, só tu, para trazeres algum conforto no dia de folclore nacional.

Um grande bem-haja para todos os meus compatriotas, desfrutem deste dia milagroso.



sexta-feira, 14 de abril de 2017

ONU; cowboys e Jornalismo.



Era uma vez a ONU, organização criada para que os países deste planeta, pudessem ter como alternativa conversar em vez de andarem a brincar ás guerras, década sim, década não.

A coisa nunca funcionou muito bem, até porque, uma mão cheia de países tem o direito de veto, que utiliza a seu belo prazer.

A guerra na Síria só existe porque juntamente com o Iraque podem ligar por gasodutos o Golfo Pérsico ao Mediterrâneo.

Para azar dos Sírios e Iraquianos os seus territórios são importantes para o controle da região.
E aí movem-se muitos interesses.

A Europa, para variar, sempre foi empurrando com a barriga até ser invadida por emigrantes, que perante as perspectivas de vida existentes, se lançam ás centenas em pequenos barcos, mediterrâneo adentro, rumo à terra prometida.

Nos noticiários, foram semanas a fio, ALLEPO!! Sempre ALLEPO! Fiquei com a sensação que os Russos, são demasiado estúpidos para criarem bombas eficazes.

Depois dos bombardeamentos as noticias eram sempre as mesmas, ou acertavam em escolas, ou as bombas caiam em zonas residenciais, matando inocentes as mãos cheias, mas salvando sempre uma criancinha quando aparecia a televisão.

Comparando a ofensiva de Raqqa à de Allepo, facilmente chegamos à conclusão que as bombas americanas são muito mais inteligentes que as Russas, pois raramente matam inocentes.

E quando essa raridade acontece, nunca são criancinhas! São combatentes aliados que estavam no sitio errado.

As bombas Americanas têm GPS, o pessoal que combate no terreno, não…

Felizmente chegou novo inquilino à Casa Branca e o mundo ficou muito mais seguro.

Agora, com o cowboy dos botões, tudo vai funcionar às mil maravilhas.

Qualquer problema, basta carregar no botão, e PUMMM!

O mundo ou entra na linha ou a Policia Mundial trata-lhe da saúde.

A ONU é irrelevante até porque sem ajuda, TRUMP já descobriu que o presidente Sírio andou a matar criancinhas com Gás SARIN.

Mesmo com a guerra praticamente ganha o maluco não se conteve e lá mandou uns aviões gasear mulheres e criancinhas inocentes.

TRUMP não tolera essas MERDAS, mais rápido que a própria sombra, foi júri, juiz e carrasco. Toma lá 59 bombinhas que eu hoje estou com vontade de fazer uns disparos.
Calculo que as provas serão tão esmagadoras como as que foram apresentadas a Durão Barroso aquando da cimeira das Lajes para invasão do Iraque! Eras as famosas Armas de destruição maciça.

Está bom de ver, as armas de destruição maciça não foram encontradas no Iraque, porque foram compradas pelo governo da Síria para matar a própria população!

Já está resolvido.

Agora é a Coreia do Norte! Depois logo se vê, depende da inspiração.

Alterações climáticas, não existem!

América primeiro e os outros que se lixem.

O planeta tem centenas de países, mas quem manda nisto é o TRUMP!

A ONU é necessária se todos concordarem com TRUMP e pagarem pela protecção dos Estados Unidos…


Alguém acha que isto, por este caminho, vai acabar bem?

quinta-feira, 30 de março de 2017

A Caixa é nossa!




Confesso que me chateia!

Chateia-me quando um representante da nação me mente descaradamente.

Eu sei, que neste país à beira mar plantado, um representante da nação mentir a quem o elegeu é coisa corriqueira.

A Caixa é nossa! Dizem eles!

É nossa?

Eu tenho uma casa no Algarve, vai para 12 anos! Eu sei que a casa no Algarve é minha!
Como é que eu sei isso?

É simples, nos últimos 12 anos, não paguei rendas! Nem uma, nem duas, NADA!

Paguei IMI, Água, luz e esgotos, mas rendas ZERO!

Sim, a casa é minha! E só minha!

Depois temos a Caixa Geral de Depósitos, que dizem que é nossa…

Então é nossa e agora todos os anos pagamos 55 milhões de Euros?

55 Milhões de Euros para todo o sempre????

É até à ETERNIDADE??? Divida PERPÉTUA não poderá ter outro significado!
Que negócios de MERDA, são estes???

E depois tem o descaramento de me dizer na cara que a Caixa é minha?

Então é minha, dos meus filhos, de todos os Portugueses e no final do ano toma lá 55 milhões de Euros?

Divida PERPÉTUA? Com juros de 10.75% ao ano?

Está tudo doido?

E Portugal aceita isto, sem fazer contas! Eu fico pasmado!

No outro dia, falava com a minha amiga Paula, sobre a diferença entre um bom e um mau negócio, ela quer investir numa casa.

Dizia eu que em qualquer bom negócio o investimento é recuperado em 10 anos e em qualquer mau negócio o investimento é recuperado em 20 anos.

A caixa pediu 500 milhões de Euros a investidores, que mal dá para tapar a trampa que foi Vale do Lobo.

Então só para tapar os empréstimos ruinosos de Vale do Lobo, Portugal vai pagar para SEMPRE 55 milhões de Euros?

Em 2026 o empréstimo está pago, depois são juros de 55 milhões até à ETERNIDADE!?!?
Isto parece um truque de magia, com uma mão acenam com reposição de salários; reformas; 35 horas de trabalho para os Lord’s e a cereja que é o descongelamento de carreiras e com a outra aumentam impostos sobre tudo o que mexe, escondem contas por pagar e encavam todos com 55 milhões anuais!

E depois com sorriso rasgado, batem no peito e afirmam que a caixa é nossa…

E eu chego ás mesmas conclusões de sempre, com representantes deste calibre, estamos conversados.

Desculpem lá, meus amigos, mas engolir e ficar calado não está no meu ADN.

Era só isto, a Caixa é nossa! Siga a festa.


Um grande bem-haja para todos. 

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Cada um tem o futebol que merece e os políticos também!



Existem muitas semelhanças entre a nossa maneira de estar no futebol e na politica.

O povo é o mesmo, esta nossa Portugalidade, que nos distingue e torna únicos.

No país das manigâncias, aldrabando aqui, trocando acolá, fabricamos números, enviesamos as regras, num vale tudo que nos acorrenta à insignificância.

Ficamos pequeninos.

Ao cantar nossas glórias somos considerados a anedota Europeia, já ninguém liga, não existe paciência para aturar a formiguinha, de peito cheio gritando, sou a maior da Europa, do mundo e arredores!

Na vertente económica atingimos objectivos nunca antes alcançados, défice de 2.3% do PIB!
Isto não é para todos!

Antes disso, foi Sócrates em 2008 que com um défice de 2.6% do PIB afirmou que estava para nascer um 1º ministro, que consiga melhor resultado.

Afinal já tinha nascido, atende por António.

O PSD anda doido, sem explicação para tamanha façanha, não existe por onde pegar!

Todos os estratagemas utilizados pelo PS, foram igualmente utilizados pelo PSD.
E depois vale tudo!

 - Esconder contas por pagar a Hospitais; industria farmacêutica e afins.

 - Aumento de impostos sobre tudo o que mexe.

 - Cativações de 10% que põe em risco Escolas; Hospitais; Tribunais; Estabelecimentos Prisionais e outros.

 - Receitas Extraordinárias, etc, etc, etc.

Na Europa olham para a nossa dívida e para os nossos números e a risota é geral.

2.3% do PIB? E conseguiram isso tudo reduzindo o horário de trabalho dos funcionários públicos de 40h para 35h não foi?

Pois, está bem…

Claro que sim!

Devolveram salários e reformas anteriormente cortados, mais despesa…

Reduziram o horário de trabalho, mais despesa…

Aumentamos o salário mínimo e as pensões mínimas, mais despesa…

E o resultado é o menor défice da democracia em Portugal!

Acreditamos todos que sim.

Isto já só dá para dizer, rebolando no chão e apertando a barriga, que dói de tanto rir.

A maneira de ser e estar é sempre a mesma, não se governa a pensar no bem comum, não existe estratégia, navegando à vista, servindo clientelas, distribuindo favores, a corrupção, a cunha, são correntes que pesam, que vergam Portugal.

E o futebol? Perguntas tu, que lês atentamente o post.




Lá está…

Caro compatriota, no final de 2016 devemos mais de 241 mil milhões de euros.

Pagamos anualmente 8 mil milhões em juros.

Temos impostos em máximos e uma economia estagnada.

E tu estás é preocupado com o futebol…

Cada um tem o futebol que merece, lá está, e os políticos também…

O circo, continua, os palhaços somos nós!








terça-feira, 3 de janeiro de 2017

O ano de 2016 e o défice milagroso de 2.4% do PIB.



Não sendo irónico, quanto menor for o défice, melhor estarão as contas públicas de Portugal, são factos!

Um défice de 2.4% do PIB fica como o menor défice dos últimos 39 anos!
É bom! Mas estamos a falar de Portugal…

A última vez que atingimos proeza semelhante registamos um défice de 2.6% do PIB.
Estávamos em 2008, no primeiro governo de José Sócrates, tendo Cavaco Silva como Presidente da República.

“Está para nascer o 1º ministro que registe um menor défice que este governo!” com uma única cajadada, matamos 2 coelhos!

Calamos a oposição, informando que ninguém fez melhor e aproveitamos para picar o presidente.

Como Cavaco foi durante 10 anos 1º ministro, mostramos ao presidente que fazemos melhor, que a sua melhor governação!

Tudo perfeito!

O que falhou entretanto?

Descobrimos que para atingir os 2.6% de défice, Sócrates recorreu a medidas extraordinárias.
Entre outras, a que achei mais engraçada foi aprovarmos a construção de meia dúzia de barragens, recebendo à cabeça, centenas de milhões de €uros!

A verdade é que o défice em 2008 foi de 3.7% (aqui)

O que não entendemos na altura, foi que quanto mais recebemos em 2008 de prémio, mais teremos de pagar nos 50 anos seguintes.

Quanto maior o prémio recebido, maior o encargo assumido, acaba por ser simples.

Brilhamos em 2008 assumindo encargos até 2058.

Brevemente ficará claro quanto temos de pagar, pelo orgulho de em 2016 apresentar um défice a rondar os 2,4%.

Para lá das manigâncias, trocando aqui, escondendo ali, quem estamos realmente a enganar?

A Europa?

O Mundo?


Ou apenas Portugal e os Portugueses?


terça-feira, 13 de dezembro de 2016

O Natal e as contas de 2017




Com a aproximação de um novo ano, Portugal Bipolar entendeu por bem fazer contas.

Dizem sempre que os Portugueses não fazem contas, rumei por caminho diferente.

Vamos lá perspectivar o belo ano de 2017.

 - 8 mil milhões de €uros para pagar de juros.
 - 6 mil milhões para comprar petróleo.
 - 5 mil milhões para a CGD.
 - 4 mil milhões de perdas no BES
 - 2 mil milhões em SWAPS
 - 1.8 mil milhões em PPP’s.

Só assim, na brincadeira, são quase 27 mil milhões de Euros.

As empresas públicas devem +32 mil milhões de Euros e o estado encaixou mais 120.000 funcionários públicos, acabando com a precariedade.

Acabaram as sobretaxas e o estado ruma para as 35h/semana de trabalho.

Juros perto de 4% e crescimento a rondar 1%.

O melhor é esquecer tudo isto! Vou pegar no Cartão de Crédito e comprar umas prendas de natal.

O que poderá correr mal?

Com a capacidade negocial de António Costa é em 2017 que Portugal vai espantar meio mundo com a pujança da sua economia!


Vai uma aposta?

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Foco na Gigafactory de baterias! Portugal O Senhor dos Anéis – Cap 62.


O primeiro passo para uma fábrica de baterias é ter Lítio, para utilizar como matéria-prima.

Já o disse anteriormente, mas nunca é demais repetir, o Lítio tem que ser tratado como reserva estratégica nacional, tendo os nossos governantes de impedir a venda do mineral para transformação noutro país.

As Novas reservas descobertas na zona de Viana do Castelo, as reservas já existentes na Guarda ou em qualquer outro lugar, não podem ser vendidas!

Querem produzir, tem de o fazer em Portugal!

Temos matéria prima, falta a sua transformação em Lítio, sendo o segundo passo a construção de uma fundição na Guarda, transformando a matéria prima em Lítio.

Só depois vem a fábrica de baterias, que fica junto à fundição, que fica junto às minas.

Se a fábrica de baterias estiver separada da fábrica de carros eléctricos aumenta a sua versatilidade.

Caro amigo, na visão Portuguesa “da coisa”, a fábrica de baterias não deve estar integrada na fábrica de automóveis.

Temos de explicar isso a Elon Musk, para Portugal é conveniente existir separação de fábricas, não discutindo que a montagem do molde de baterias fique dentro da fábrica de carros, tudo o resto é independente, pode ser?

Mais cedo ou mais tarde a versatilidade de opções disponíveis para uma fábrica de baterias ditarão a sua lei. A separação de ambas acaba por ser uma consequência inevitável.

Uma fábrica de baterias pode produzir anualmente 500.000 baterias de 100 KWh para equipar os carros TESLA (50 GWh).



Mas pode igualmente produzir 1 milhão de Powerwall’s com 15 KWh (15GWh), possibilitando armazenamento de energia suficiente para uma habitação.

Pode produzir baterias para armazenamento em Larga Escala, 10 x 100 MWh; 10 x 500 MWh  2 x 2GWh e 1 x 5 GWh, totalizando 15 GWh.


Chegando a este patamar de produção a fábrica de baterias torna-se incompatível com a fábricas de automóveis eléctricos.

Até porque a fábrica de baterias e a fundição para transformação dos calhaus em Lítio devem ficar na Guarda, junto às minas da Felmica, poupando no mínimo 10% em custos de transporte e a fábrica de carros eléctricos deve ser situada a sul, aproveito para sugerir Évora, com ligação ferroviária a Sines.



Impedindo a saída de minerais do país, apostando numa fundição para transformar o Lítio, a GIGAfábrica de baterias será sempre em território nacional, se é da TESLA ou não, depende da capacidade dos nossos governantes.

Para já nos compromissos para 2017 não temos dinheiro para isto, depois de engolir um prato composto por 8 mil milhões de Euros em Juros da dívida pública; 5 mil milhões de euros para a CGD temperado com 1.75 mil milhões em PPP’s, não sobra nada.

Eles comem tudo, eles comem tudo…

Lítio em Portugal, sim ou não?


A escolha é nossa!